A Neurologia trata as doenças relacionadas ao sistema nervoso central, periférico e autônomo. Os sinais e sintomas que sugerem uma doença neurológica são diversos, dada a própria complexidade do Sistema Nervoso. Mas algumas alterações merecem atenção e podem se manifestar de forma isolada ou combinada tais como:

Alterações motoras

Redução da força muscular ou paralisias, movimentos involuntários, alterações na coordenação e do equilíbrio, distúrbios na função dos nervos de crânio e face com alterações na visão, movimentação ocular, olfato, audição, mastigação, movimento da língua, ombro ou pescoço, distúrbios da coordenação e do equilíbrio.

Alterações endócrinas

Atraso de crescimento, puberdade precoce, diabetes insipidus, e outras provocadas pelo comprometimento do hipotálamo ou hipófise, que são as áreas do sistema nervoso que controlam as glândulas endócrinas.

Alterações devidas ao aumento da pressão intracraniana

Dor de cabeça e vômitos; crises epilépticas, com ou sem convulsões motoras, com ou sem alterações da consciência; manifestações de comprometimento das meninges, principalmente rigidez de nuca que são consequência do volume aumentado de um dos três componentes da caixa craniana, tecido cerebral, vasos sangüíneos cerebrais ou líquido cefalorraquidiano.

As doenças mais comuns tratadas por um neurologista são os Distúrbios do Sono, AVC, Alzheimer, Doença de Parkinson, Esclerose Múltipla, Tumores, Epilepsia, Meningites, Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), Déficit de Atenção e Hiperatividade.

Cefaliatria

Cefaleia é o nome científico da popular “dor de cabeça”, sensação dolorosa na cabeça, pescoço e/ou face. Existem mais de 300 tipos diferentes de cefaléia, mas uma coisa é certa, toda dor de cabeça tem uma causa. E o Cefaliatra, o neurologista especializado em dor de cabeça, é o profissional preparado para avaliar o quadro e descartar ou indicar tratamento em questões mais graves, que podem ser mascaradas pelo uso indiscriminado de remédios para dor de cabeça.  Por isso, em caso de episódios frequentes, procure ajuda e evite automedicação.

A cefaleia pode ser dividida em dois grandes grupos:

Cefaleia primária

São as dores de cabeça provocadas por distúrbios bioquímicos do próprio cérebro, capazes de desencadear a dor. A enxaqueca é a mais conhecida, embora as cefaléias tensionais também sejam comuns. Além da cefaleia em salvas e as hemicranias paroxísticas, menos recorrentes, mas também provocadas por desequilíbrios no funcionamento químico do cérebro.

Cefaleia secundária

As causas estão relacionadas a problemas em outras regiões do corpo como problemas dos olhos, ouvidos, garganta, aneurismas, tumores cerebrais, meningites e até um simples resfriado.

A forma como essa dor se apresenta pode ser  latejante ou caracterizada por pressão, aperto, fincadas, ardência. E a manifestação varia de unilateral, bilateral, holocraniana (toda cabeça), frontal, retrocular, occipital ou mesmo seguindo o padrão de distribuição das divisões do nervo trigêmeo na face. A intensidade dos episódios pode ser  fraca, moderada, intensa, constante ou em salvas.

Além disso, a cefaléia pode estar associada também a náuseas, vômitos, lacrimejamento, hiperemia ocular, sensibilidade à luz e som, obstrução nasal. E ainda com condições sistêmicas como mal-estar, cansaço, febre, perda de peso recente  e inapetência.

Enxaqueca

A enxaqueca é conhecida por sua alta prevalência. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cefaleia (SBCe), afeta 15% da população mundial em algum momento da vida e cerca de 2% com enxaqueca crônica, uma doença que compromete de forma importante a qualidade de vida.

Caracterizada por dores de cabeça que acontecem durante 15 dias ao mês, por três meses, a enxaqueca crônica apresenta sintomas como náuseas ou vômitos, fotofobia (sensibilidade à luz) e fonofobia (desconforto provocado pelos sons). Geralmente é unilateral, intensa, pulsátil  e piora com com movimentação e/ou atividade física.

Enxaqueca Infantil

Quando a criança tem queixas frequentes de dores de cabeça forte, o melhor  a fazer é procurar um Cefaliatra para uma avaliação. Afinal, é cada vez mais recorrente o histórico de crianças com enxaqueca, e em crianças esse quadro costuma demorar para ser diagnosticado.

Agende a sua avaliação

aqui mesmo pelo site!

É fácil, rápido e confortável pra você.
Escolha agora o melhor dia e horário para o seu agendamento.

Conheça o Dr.

José Luís Maida Júnior

  • Título de Especialista em Neurologia e Neurocirurgia pelo Mec e CRM;
  • Membro Titular da Academia Brasileira de Neurocirurgia;
  • Curso de Neurocirurgia de Base de Crânio em Hannover;
  • Mestrando de Neurocirurgia, UNIFESP;
  • Título de Especialista em Neurocirurgia pela SBN;
  • Pós-Graduação em Neurocirurgia Pediátrica pela FLANC;
  • Título de Especialista em Medicina do Sono pela ABSono;
  • “Fellowship” em Medicina do Sono em Anderson, South Carolina, EUA;
  • Título de Especialista em Cefaleia pela Sociedade Internacional de Cefaleia;
  • Título de Especialista em Medicina do Sono pela WASM;
  • Membro da Academia Americana de Cefaleia.
Iniciar conversa
Contato via WhatsApp
Olá!
Deixe sua mensagem e entraremos em contato em seguida.